Uma Joint-venture de Sucesso

A Neworld de John Rabie e a RE Capital, baseada na Suíça, lançam um novo empreendimento conjunto, a Reward Properties.

Dois empresários globais de promoção imobiliária anunciaram um empreendimento conjunto que oferece aos investidores maiores oportunidades de comprar propriedades no cada vez mais atrativo mercado imobiliário português.

A RE Capital, a empresa de promoção imobiliária, desenvolvimento e gestão de activos com sede em Genebra, liderada por Newman Leech, e a Neworld, uma empresa de desenvolvimento imobiliário de origem europeia criada pelo especialista sul-africano em desenvolvimento imobiliário, John Rabie, criaram um empreendimento conjunto denominado Reward Properties.

As duas empresas iniciaram a sua parceria em 2019, desenvolvendo projetos residenciais e de uso misto em Lisboa, com a Skybound Capital, baseada na Cidade do Cabo, a entrar como o principal financiador.

“Convidámos John Rabie e a sua equipa a vir a Lisboa para lhes dar uma visão geral das oportunidades disponíveis no mercado português e ficaram muito impressionados com o que viram”, diz Newman Leech, CEO da RE Capital sediada na Suíça.

“O nosso primeiro projecto conjunto foi o LX Living, um empreendimento de 90 milhões de euros e 150 unidades de uso misto nas Amoreiras, um bairro residencial muito procurado no centro de Lisboa. Foi lançado a investidores na África do Sul e em Portugal em 2019 com grande sucesso.

“Subsequentemente, fez sentido, em termos estratégicos, comprometermo-nos com um destino comum e nomear o empreendimento Reward Properties, uma marca que combina os nossos conjuntos de competências, recursos conjuntos, capacidade, conhecimentos técnicos e acesso a mercados, tudo isto acrescentando grande valor aos nossos investidores internacionais, sobretudo aqueles que possam estar a comprar propriedades internacionais pela primeira vez”.

O fundador e CEO do Neworld John Rabie, que tem estado na vanguarda da promoção imobiliária na África do Sul há mais de 40 anos, diz que Portugal continua a ser um dos melhores territórios da Zona Euro para investir. “É um país extraordinariamente belo, e recebeu recentemente uma grande modernização a nível de infra-estruturas”, diz John Rabie. “Os nossos investidores têm acesso a taxas de juro extremamente favoráveis, assim como garantias de arrendamento e preços de compra atrativos”.

Além disso, acrescenta, cada local seleccionado para promoção imobiliária pela Reward Properties cumpre um conjunto rigoroso de critérios para garantir que os investidores possam contar com fortes retornos no seu investimento. 

“É bem sabido que os sul-africanos ultrapassam as expectativas quando se trata de perícia em construção e promoção imobiliária”, acrescenta John. “A Reward Properties dá-nos a nós e aos nossos investidores uma plataforma para promoção imobiliária de classe mundial no que a PricewaterhouseCoopers descreveu recentemente como a cidade número um da Europa, graças à sua qualidade de vida e liderança positiva”.

A criação da Reward Properties e o lançamento do website da empresa proporcionam aos potenciais investidores uma visão simplificada da proficiência dos promotores, da gama de potenciais investimentos, e da qualidade dos empreendimentos.

“O nosso objectivo é criar uma marca que promova e sustente a confiança dos investidores, e que consiga simplificar a nossa estratégia de mercado”, diz Newman. “O John, eu e as nossas equipas temos capacidades discretas mas complementares, e estamos encantados por estarmos numa viagem juntos, construindo uma nova marca, abrangente e de grande dimensão”.

Para além da LX Living, a Reward Properties tem no seu portfólio actual dois magníficos empreendimentos no bairro trendy de Marvila, em Lisboa, onde um total de 300 apartamentos vão ser construídos ao longo dos próximos anos, e um quarto empreendimento recentemente adquirido no Algarve, conhecido pelas suas magníficas praias e resorts de golfe, que acrescentará mais 43 villas ao portfólio da empresa. O valor bruto dos empreendimentos em carteira alcança o valor de aproximadamente 300 milhões de euros.